quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Expedição Mares e Morros 2015 – Dias 05 e 06

Expedição Mares e Morros 2015 – São Paulo, Rio de Janeiro, Espirito Santo, Bahia e Minas Gerais


3 amigos, um Troller e 21 dias pelas estradas do Brasil.

Dia 5 – 8/7 Cabo Frio / São Mateus







Acordamos muito cedo. Antes do sol nascer já estava em pé desmontando minha barraca. O nascer do sol na praia do Foguete foi algo espetacular. Talvez pela proximidade com Arraial do Cabo, a praia tem uma areia bem branca e a luz do sol saindo do mar foi algo emocionante. Aproveitamos um pouco para brincar nas dunas com o Troller, apesar do medo de sermos repreendidos ou de algo errado acontecer com o carro (imagina acabar com a viagem antes dela ter mal começado). Fomos conhecer Arraial do Cabo e descobrimos que é uma cidade que vale mais ficar do que Cabo Frio. Fomos ainda até Búzios ver a cidade e algumas praias, mas o tempo fechou e não conseguimos ver muita beleza em Búzios. Tivemos que abortar a ideia de seguir sempre margeando o mar e acabamos pegando a 101 com destino a Guarapari. Somente passamos pela cidade e fomos conhecer a Praia de Setiba. A praia estava completamente vazia e era realmente bonita, com uma areia diferente das que encontramos mais ao sul. Guarapari não impressionou muito. Fomos sentido Vitória passando pela baía, que eu conhecia durante o dia, mas que a noite impressiona também e jantamos por lá. Tinhamos ainda muito chão pelo caminho, pois o objetivo era chegar até a cidade de São Mateus. Um acidente na estrada quase que complicou o nosso etinerário, mas após um curto período de espera conseguimos passar. Um ônibus tinha colidido e ficou em chamas. Engraçado, é a segunda vez que eu passo pelo Espirito Santo e a segunda vez que eu pego um acidente na estrada, sempre bom prestar atenção. Conseguimos chegar a São Mateus exaustos e paramos no primeiro hotel que encontramos. Um quarto justo com café da manhã, perfeito para nós.


Quilometragem:  682km
Estrada: Asfalto, boa estrada, acidente perto de Jacupemba.
Repouso: Hotel  JB


Dia 6 – 9/7 São Mateus / Caraiva






Acordamos cedo em São Mateus e logo estávamos na divisa com a Bahia. Seguimos pela BR-101 até Teixeira de Freitas, onde paramos para encontrar uma bucha da barra panhard do Troller, que estava “passarinhando” nas retas. Encontramos a bucha depois de um tempo e seguimos para Comuruxatiba, sentido Prado. Chegamos a Comuruxatiba e não tínhamos nada para fazer, apenas almoçamos e seguimos por estrada de terra sentido Ponta do Corumbau, um pedaço de areia que se consegue adentrar no meio do mar. Muito bonito, e um dos pontos imperdíveis dessa região. Curtimos um pouco a praia e as águas calmas do mar. No final da tarde, seguimos por estrada de terra até a BR-101 novamente e entramos em Itabela sentido Caraiva. No meio do percurso para Caraiva acabamos nos perdendo e erramos uma entrada a esquerda. Chegamos em Caraiva no lado direito do rio com carro, o que significa que entramos no parque nacional do Monte Pascoal. De qualquer forma, estacionamos o carro em uma casinha na entrada da vila e fomos atrás de um lugar para ficar. Por acaso, acabamos encontrando o hostel da cidade e alugamos um quarto só por aquela noite. Deixamos nossas coisas e sentimos uma coisa diferente nesse hostel, não sei se foi a tranquilidade ou a galera, mas a energia do lugar era muito boa. Fomos para o forró daquela noite. Vimos que Caraiva apesar de pequena é bastante agitada. Cada noite abre um lugar da cidade para tocar forró, e aquele lugar enche por ser o único aberto, genial. Nos divertimos e fomos dormir, já pensando em ficar mais um dia por lá.


Quilometragem:  477km
Estrada: Asfalto ruim na BR-101, pista apagada com muitos buracos. Estrada de Terra com muitos buracos e poças de água. Falta de sinalização em todo o trajeto, salvos pelo GPS e pela bússola.
Repouso: Memoan Hostel

Nenhum comentário:

Postar um comentário