sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Capítulo 4 - Modalidades Fora de Estrada

O fora de estrada se divide em diversas categorias, para todo tipo de veículo automotor. Cada uma com sua dificuldade e objetivo. Muitas pessoas participam de um só tipo, enquanto outras experimentam várias. Claro que as possibilidades são infinitas, mas aqui vai uma pequena lista do que temos a nossa disposição.

Trilha:

Digamos que esta é a gênese de todo o fora de estrada. As pessoas começaram a usar seus veículos para chegar a lugares difíceis e assim acabaram inventando esse esporte.  As trilhas não necessariamente precisam nos levar à algum lugar, muitas vezes o trajeto é o ponto principal. Aqui são utilizados diversos acessórios que muitas pessoas nem imaginam que existam. Digamos que as trilhas se dividem em categorias próprias também, vamos a elas:

- Trilha Leve (ou passeio): Trilha com pouca dificuldade. Geralmente no caso dos carros, a tração integral nem necessita ser utilizada. Ótima oportunidade para levar toda a família e se divertir tranquilamente. Contato com a natureza e belas paisagens.

-Trilha Moderada: Um nível acima da leve. Aqui a tração integral já começa a ser uma necessidade real. Acessórios como guinchos, para-choques reforçados e outros já tem sua participação. Dependendo das condições da trilha, uma trilha moderada pode se tornar uma trilha pesada e vice versa.

- Trilha Pesada: Aqui é onde a experiência realmente conta. Pode durar até mais de um dia e geralmente as condições da trilha são terríveis. Lamaçais, pedras e erosões fazem a alegria dos participantes. Uma trilha pesada requer preparo dos carros, dos pilotos e dos zequinhas. Aonde as quebras acontecem e aonde tudo pode dar errado. O final das trilhas pesadas sempre acompanham um ar de dever cumprido difícil de explicar.

Expedição:

Expedição se confunde muito com simplesmente uma viagem, mas não é. Gosto de chamar de expedição quando fazemos um trajeto, especialmente longo. Partindo do ponto A para o ponto B, depois para o ponto C, D e assim por diante até retornar ao ponto A. Muitas vezes na expedição o trajeto vale muito mais do que os destinos. Chegar a um lugar somente para descançar e continuar no dia seguinte. Aqui vale tanto fora de estrada como na estrada. Claro que em expedições mais extremas o uso de um veículo fora de estrada é imprescindível, mas para outras nem sempre. Posso dizer uma coisa, vale muita a pena se jogar em uma expedição. Portanto, quando a oportunidade bater, não deixe passar:

Rally:

A primeira forma de disputa automobilística. Criado na frança, foi por muito tempo a única forma de disputa entre veíulos e até hoje é muito praticada no mundo. Existem diversos tipos e formas de rally, para diversos tipos e formas de veículos. Diferente das modalidades já citadas, um rally é uma competição e é sempre tratado dessa forma. Claro que muitas vezes apenas terminar o circuito já é uma grande vitória, já que a dificuldade aqui pode ser gigantesca. Em um rally o trabalho em equipe é extremamente importante. A dupla piloto e navegador precisa trabalhar muito bem para que os objetivos sejam alcançados. Um não sobrevive sem o outro e essa é uma das principais características da modalidade. Alguns exemplos de rallys são o Dakar (Internacional), o Transcatarina (Nacional) e o WRC (Internacional). Veja que esses três exemplos se diferem muito no tipo de rally e dessa forma podemos dar alguns exemplos de modalidades.

- Rally de Velocidade: A primeira forma do esporte, e o que vale é a velocidade e perícia do piloto e a habilidade do navegador. Em um rally de velocidade as disputas são feitas em estradas fechadas e as duplas correm contra o relógio nas chamadas SS’s (Special Stages ou Trechos Cronometrados). No final das especiais, fica em primeiro quem percorrer os trechos cronometrados somados em menor 
tempo. O rally de velocidade é um evento multimarcas, disputado com veículos de produção em série, classificados pela cilindrada do motor, tração e nível de preparação.

- Rally Cross-Country: Esse tipo de rally se assemelha muito com o rally de velocidade. A maior diferença está nos modelos de veículos e principalmente no trajeto da prova. Aqui, modelos protótipos e fora de série também partipam. Todo o trecho no rally conta para o sucesso no final. Os trechos cronometrados, chamados especias, servem para decidir o vencedor da categoria. Porém, o deslocamento (trecho da prova que liga as especiais) deve ser respeitado também. O tempo do deslocamento não é válido para classificação, mas eventuais penalidades incorridas em seu trecho são. Piloto e navegador precisam estar muito atentos durante todo o percurso e qualquer erro pode ser fatal.

- Rally de Regularidade: Esta é uma prova na qual o objetivo do piloto e navegador é seguir o trajeto determinado pela organização, mantendo médias horárias pré-estabelecidas. Não existe disputa direta por posições, já que todas as equipes devem manter a mesma velocidade. A equipe compete contra sua própria capacidade de manter as médias horárias e o caminho correto. A pontuação depende de cada prova, mas geralmente são retirados pontos decorrentes de erros no trajeto. A maioria dos iniciantes começa nessa categoria principalmente para se acostumar às planilhas de bordo.
Lembrando que todo rally tem suas próprias regras e alguns podem misturar regras de tipos de rally diferentes. Alguns itens todos possuem: Piloto, Navegador, veículo, percurso, planilha e muita emoção.

Raid:

Uma espécie de prova de regularidade com obstáculos para veículos que possuam tração nas quatro rodas e que estejam bem preparados. Normalmente são jipes com guincho, pneus lameiros, câmbio reduzido e outros equipamentos . As provas são disputadas em trilhas dentro de fazendas com um grau de dificuldade bastante grande.

Endurance:

Provas onde tarefas especiais são designadas para cada uma das equipes participantes, que podem ser compostas por dois ou mais carros. Cada tarefa cumprida vale pontos que são somados para determinar a equipe campeã. Geralmente com dificuldades imensas, as provas de endurance requerem pilotos com boa experiência em fora de estrada pesado.

Indoor:

Provas em circuito fechado. Uma pista é construída especialmente para cada prova com os mais variados obstáculos, saltos, fossos, curvas fechadas, pontes entre outros. O objetivo de cada participante é de percorrer esta pista no menor tempo possível contra o relógio, o vencedor é aquele que for mais rápido nas diversas baterias. As competições tem bastante emoção exatamente porque são as únicas aonde o público pode acompanhar inteiramente as provas.

Enfim, as oportunidades são infinitas e quanto mais procuramos, mais encontramos. O segredo é sempre saber seu limite e buscar se divertir.

Um comentário: