terça-feira, 1 de abril de 2014

Lada Niva - O Soviético que Conquistou o Brasil


Em 1990, o governo brasileiro resolveu finalmente permitir carros importados no nosso país e abriu uma oportunidade para diversas empresas. Nessa leva de novas montadoras, uma das primeiras a pousar por aqui é uma grande conhecida dos jipeiros. A Lada era uma empresa soviética e aportou com alguns modelos, mas o que mais chamou a atenção foi o jipe Niva. O Lada Niva logo ganhou o púlico brasileiro. Era um carro defasado (fabricado desde 1977), mas para o mercado brasileiro que também era atrasado, o jipe 4x4 robusto e barato ganhou seu público.


O problema do Niva era sua qualidade digamos um pouco duvidosa. Defeitos de fabricação e o fim da antiga união soviética dificultaram a continuidade das vendas. Acabou também a novidade que esse veículo representava. Pouco a pouco o Niva foi perdendo mercado e em 1997 a Lada deixou o país. Foram 6 anos intensos para a montadora por aqui.


Felizmente o mercado manteve diversos veículos, e por ser um carro fácil de repor peças e muito robusto, o Niva tornou-se uma opção bem realista para quem pretende entrar no mundo do fora de estrada. Claro que carros em excelente estado são difíceis de encontrar, mas com uma procura cuidadosa você ainda encontra boas viaturas. Sua compatibilidade com outros modelos é grande. 


Veja alguns carros que podem ceder peças para o Niva:

- Fiat 147: filtro de óleo, bomba de gasolina, fusíveis, hidrovácuo, cilindro-mestre e válvula equalizadora do freio, carburador, maçaneta de porta, máquina e maçaneta de abertura de vidro, guarnição da tampa traseira.
- Opala: amortecedores e molas dianteiros
- Pampa: amortecedores traseiros
- Passat: cabo de velocímetro, guarnição do pára-brisa, descansa-braço
- Fiat Uno: palheta do limpador traseiro
- Corcel II: molas traseiras e quebra-sol
- Motores VW AP: correia do alternador, retentores de válvulas
- Tempra: alternador
- Santana: motor de arranque
- Chevette: faróis (até 1980)  

Com essa ajuda, manter um Niva em bom estado não requer muitas viagens para a mãe Rússia.
Esse jipe sempre mostrou sua vocação para o fora de estrada (chegou em segundo lugar em uma edição do Dakar) e até hoje tem seguidores fiéis.


Mas se por acaso você quiser arrumar um 0km, você ainda pode. A AvtoVAZ, empresa dona da Lada ainda fabrica o modelo. Eles possuem um modelos 2011 com motor 1.7 a gasolina e outras perfumarias impensáveis para os áureos tempos do Niva. A Bomer Veículos faz a importação do veículo. O que não ajuda muito é o preço, salgados US$26.000,00. Uma boa opção é o grande Niva 1.6 Pantanal 1996, sai por R$13.000,00 (Tabela Fipe). Diversão garantida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário