quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Trilha das Torres - Março/2012

Por RODRIGO SOLER*

Olá a todos os trilheiros e seguidores do Brasil Fora de Estrada! Segue abaixo o relato da Trilha das Torres em Paranapiacaba, fizemos ela no sábado dia 10/03/2012, uma das melhores trilhas que fizemos até hoje!

Os pilotos e viaturas que participaram dessa aventura foram:

1.    Sérgio com o Troller Tarja Preta “Uso excessivo pode causar dependência” kkkkk

2.    Richard com o Troller Monstrinho “Ponei maldito TE QUIERO” kkkkk esse foi por minha conta

3.    Mineiro com o Troller Quejim Marelim “Redondo” kkkkk como o nosso companheiro Richard gosta de chamar...


Não podemos esquecer os zecas:

1.    Fernando Noia

2.    Luã


O ponto de encontro foi na Rodovia Imigrantes no posto Shell que tem na saída para Riacho Grande as 07:00hs e para variar o nosso amigo Richard chegou atrasado, esse menino não gosta de acordar cedo.

Todos reunidos, seguimos em direção a Paranapiacaba e chegamos à entrada da trilha as 09:30hs, já era um pouco tarde para entrar nessa trilha, já que os comentários que sempre ouvimos da mesma era que  “de todas as trilhas que já fiz essa foi a mais difícil, mais difícil que os Verdes, Cachorro Louco, Entra e Sai, Pinheirinho, Rasga Banco, Japi, Pamonha e etc, entrei no sábado e sai na segunda-feira, tem erosão que cabe o carro dentro” mas como estávamos com o Fernando de Zeca tudo estava tranquilo.

A sequência na trilha foi o Sérgio puxando com o Troller tarja preta, depois o Mineiro com o Troller redondo e por fim o Richard “sempre ficando para trás porque era o único troller 2.8 kkkkkkk”

Logo no inicio da trilha já tinha uma descida com erosões e o Sérgio foi passar e agarrou os dois diferencias, olha que ele estava bloqueado e com pneus 37 recapados com 3k, teve que usar o guincho.


Logo depois foi a vez do Mineiro passar, mas o Fernando que estava de Zeca disse:

- Vamos passar com uma roda no barranco que não vai precisar do guincho.


E deu certo, eu e o Richard passamos sem o uso do guincho. 

Andamos mais um pouco na trilha e chegamos no primeiro atoleiro, e para nossa tristeza estava seco, mas mesmo assim deu um pouquinho de trabalho para passar..


Andamos mais um pouco até que chegamos nas torres que dão nome a trilha e paramos para fazer um lanche, mas bem rápido, pois ainda tinha muito chão pela frente.


Logo depois da parada para o lanche chegamos em um subida punk onde tivemos que trabalhar um pouquinho.


Vamu ki vamu que tem muito chão pela frente..

Nesse momento o Troller Redondo do Mineiro está tentando dar um “salto duplo twist carpado” igual a Daiane dos Santos.
Até que chegamos na ponte que por relatos nos haviam dito que estava quebrada e não é que ela estava “inteira”.

Andamos mais um pouquinho e enfim chegamos nas famosas erosões e não é que estavam bem fundas....


 
Depois das erosões chegamos ao entroncamento onde a direita saímos da trilha e a esquerda vai sentida a Trilha Porteira preta. Nesse ponto resolvemos fazer o nosso churrasco já que eram as 17:00hs....

Outras Fotos na nossa Fanpage

Os videos:






Outros Videos no nosso Canal do Youtube

*Rodrigo Soler além de trilheiro e mineiro é comediante nas horas vagas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário